UM LIVRO, UMA HISTÓRIA – Neve

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Email -- Filament.io 0 Flares ×

Disclaimer

Nossa vida é cheia de encontros. Pessoas marcantes, outras nem tanto. Mas sempre com valores diferentes dos seus. Sempre são encontros válidos. Encontros que impactam na nossa construção.

A História

Tem 3 pessoas que estavam lá desde o momento zero da minha vida. Duas médicas e minha mãe. Minha obstetra, Drª. Maria do Carmo, não tive muito contato com ela (pelo menos não após os 21 dias de vida). Mas com a outra médica, dividi 33 anos da minha vida. Minha tia Maria da Glória. Drª. Glória, minha pediatra que não ousou parar nos 12 anos.

Will, e de onde veio essa súbita necessidade de falar da sua tia?

Pois é. Várias coisas, mais com um gatilho. Já contei nos programas que costumo ‘pegar emprestado (e não devolver)’ – sou fã de eufemismos – alguns livros na casa de d. Maria (também conhecida como mamãe). Dia desses, fui pegar um deles para dar uma lida e me deparei com uma linda dedicatória da minha Drª.

Minha tia faleceu 2 anos atrás, câncer, como costuma ser na nossa família. E de tudo que ela deixou, uma das coisas mais legais foi a sensação de apoio incondicional. Sempre um suporte para coisas boas, educação, leitura e retidão de caráter.

Vários livros me trazem lembranças dela. Mas esse, em especial pela dedicatória, me deixou balançando ao sabor dos ninjas cortadores de cebola.

O Livro

neveFicha técnica: Neve. Orhan Pamuk; tradução de Luciano Machado. São Paulo: Companhia das Letras, 2006. [ISBN 978-85-359-0992-7]

O que me chamou a atenção foi a etiqueta “Prêmio Nobel de Literatura” na edição que roubei peguei emprestado da minha mãe. Lembro que minha mãe não curtiu esse livro, segundo ela “muito parado”.

E uma trama policial, mas com muito mais camadas do que você geralmente encontra sob esse selo. Dentre essas camadas, muito sobre a cultura turca e a famosa dicotomia representada por Istambul: Oriente x Ocidente, Estado x Fundamentalismo religioso e tudo o que envolve a temática da globalização do oriente.

Will, você escolheu esse livro por causa do atentado do ISIS em Paris? Não. Juro que não.

Não vou além de dizer que vale e muito a sua leitura!

José Wilson Carvalho de Mesquita

José Wilson Carvalho de Mesquita, hoje mais conhecido por Will, até pela própria mãe. Esse Maranhense de São Luís tem 34 anos (10/11/1980), é casado e sem filhos ainda. É farmacêutico de formação e biólogo de coração.

O culpado pelo vício em leituras é a sua mãe (formada em letras) e uma verdadeira traça. Lembranças da infância associadas com estantes cheias dos mais diversos volumes e estilos.
Hoje, curte um pouco de tudo, mas é obcecado com Bernard Cornwell & George Martin.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: